"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

sexta-feira, 8 de março de 2013

As Sete Emoções Negativas conforme a medicina chinesa

acupuntura

A medicina oriental, principalmente a chinesa e indiana, tem milhares de anos. É uma medicina de caráter holístico, não está fundamentada nos sintomas e sim no equilíbrio do paciente como um todo.

Até a medicina ocidental já está mais atenta aos problemas físicos de ordem psicossomática. Futuramente creio que chegará à mesma conclusão que a medicina chinesa – antes do físico, a doença se manifesta no corpo energético do ser humano.

Fique sabendo a ligação entre sete emoções e órgãos do corpo conforme a ótica da medicina chinesa.

“Raiva

Está associada ao fígado. Por sua natureza, a raiva causa o aumento do qi, o que provoca rosto e olhos avermelhados, dores de cabeça e vertigens. Isso coincide com o padrão de aumento do chamado fogo do fígado. A raiva também pode fazer o qi do fígado “atacar o baço”, produzindo falta de apetite, indigestão e diarréia, geralmente isso ocorre com pessoas que discutem na mesa de refeições ou comem enquanto dirigem.

Numa visão mais a longo prazo, a raiva ou frustração reprimida normalmente causa a estagnação do qi e isso pode resultar em depressão ou desordens menstruais. É interessante notar que as pessoas que ingerem ervas para liberar o qi estagnado do fígado normalmente experimentam surtos de raiva quando a estagnação é liberada. A raiva passa quando o equilíbrio é restaurado. Da mesma forma, geralmente a raiva e a irritabilidade são os fatores determinantes no diagnóstico da estagnação do qi do fígado.

Muitas pessoas ficam aliviadas ao saber que sua raiva tem um fundo fisiológico. É essencial evitar ingerir café durante o tratamento de desordens do fígado relacionadas à raiva, pois o café aquece o fígado e intensifica muita a condição desfavorável.

Alegria

A emoção da alegria está ligada ao coração. Uma desordem relacionada à alegria pode parecer estranha, já que a maioria das pessoas deseja o máximo de alegria em suas vidas. As desordens dessa emoção não são causadas pela felicidade. O desequilíbrio surge quando entusiasmo ou estímulos excessivos ocorrem ou boas notícias súbitas chegam como um choque para o sistema.

Ao avaliar os níveis de estresse os psicólogos verificam todas as fontes de estresse: positivas e negativas. É claro que a morte de um cônjuge ou a perda de um emprego é uma fonte significante de estresse. Porém, um casamento ou promoção no emprego, ainda que seja uma ocasião feliz, também é uma fonte de estresse.

Uma pessoa que está constantemente saindo, freqüentando festas e vivendo uma vida de excessos, pode acabar desenvolvendo desequilíbrios do coração como palpitações, ansiedade e insônia. Uma pessoa com desequilíbrios no coração também pode demonstrar sintomas emocionais, já que o coração é o lar do espírito (shen). Uma pessoa com sérios distúrbios no shen do coração pode ser vista conversando alegremente consigo mesma e tendo surtos de gargalhadas.

Tal comportamento resulta da incapacidade do órgão do coração em proporcionar um local de descanso estável para o espírito. Esse tipo de desequilíbrio é tratado com acupuntura ao longo do meridiano do coração. Os tratamentos herbários consistem em fórmulas que nutrem o sangue do coração ou yin. Se o fogo do coração perturba o espírito, ervas que limpam o calor do coração são usadas.

Preocupação

A preocupação, uma emoção muito comum em nossa sociedade repleta de estresses, pode esgotar a energia do baço. Isso pode causar distúrbios digestivos e acabar levando à fadiga crônica: um baço enfraquecido não pode transformar o alimento em qi de maneira eficaz e também os pulmões são incapazes de extrair o qi do ar eficientemente.

Uma pessoa que se preocupa muito “transporta o peso do mundo sobre seus ombros”, e uma palavra que descreve muito bem como uma pessoa se sente quando o qi de seu baço está fraco é depressão. O tratamento inclui moxa e ervas que fortificam o baço, o que proporciona à pessoa energia para lidar com os problemas da vida em vez de vivenciá-los.

Pensamento obsessivo

Pensar excessivamente ou obsessivamente sobre um assunto também pode esgotar o baço, o que causa a sua estagnação. Uma pessoa com essa condição pode exibir sintomas como falta de apetite, esquecer de se alimentar e inchaço após comer. Com o tempo, a pessoa pode desenvolver uma complexão pálida devido à deficiência de qi do baço. Eventualmente, isso pode afetar o coração, fazendo a pessoa sonhar com os mesmos assuntos à noite. Geralmente os estudantes são afetados por esse desequilíbrio. O tratamento padrão é usar ervas que tonifiquem o sangue do coração e o qi do baço.

Tristeza

A tristeza ou pesar afeta os pulmões, produzindo fadiga, falta de ar, choro ou depressão. O tratamento dessa condição envolve acupuntura para os pontos ao longo dos meridianos do pulmão e rim. Normalmente, fórmulas herbárias são usadas para tonificar o qi ou yin dos pulmões.

Medo

A emoção do medo está relacionada com os rins. Essa ligação pode ser prontamente percebida quando o medo extremo faz uma pessoa urinar incontrolavelmente. Nas crianças isso também se manifesta quando elas urinam na cama, o que os psicólogos associaram com insegurança e ansiedade.

A ansiedade prolongada devido às preocupações com o futuro pode esgotar o yin, yang e qi dos rins, o que pode eventualmente levar à fraqueza crônica. O tratamento envolve tonificar os rins com tônicos yin ou yang, dependendo dos sintomas particulares.

Choque (pavor)

O choque é especialmente debilitante para os rins e o coração. A reação “lutar ou fugir” causa uma liberação excessiva de adrenalina das glândulas adrenais ou supra-renais que se localizam sobre os rins. Isso faz o coração responder com palpitações, ansiedade e insônia.

O estresse crônico oriundo do choque pode ser muito debilitante para o sistema inteiro, causando uma ampla gama de problemas. O choque severo pode ter um efeito duradouro sobre o shen do coração, como fica evidente em vítimas da síndrome do estresse pós-traumático. O tratamento envolve psicoterapia, ervas que acalmam o espírito e nutrem o coração e rins, e tratamentos regulares de acupuntura.”

Fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/medicina-chinesa-causas-das-doencas6.htm

Imagem: saudeonline.grupomidia.com

Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

12 comentários:

Sissym disse...

Querida amiga Atena,

Feliz Dia Internacional da Mulher. Hoje e sempre. Abençoado.

Beijos

Anônimo disse...

Obrigado pela partilha.

Atena disse...

Fadinha Sissym:
Muito obrigada, o mesmo a você.
beijos

Atena disse...

Anônimo:
Eu que agradeço a visita.
Seja bem vindo.

DUVENDAS disse...

O oriente tem muito a ensinar ao ocidente,belo post,Abraço.

Atena disse...

Olá, Duvendas.
Estou de pleno acordo com você.
Obrigada pela visita.
abraços

Beth Muniz disse...

“Cantar... nunca foi só de alegria, mesmo com o tempo ruim muita gente também dá Bom Dia...”, diz a bela música cantada pela Nana Caymmi.
Oi Atena,
Muito interessante o texto, especialmente no que se refere à necessidade de se demonstrar sempre um estado de alegria, quando no íntimo a alma chora.
Não raro somos pegos de surpresa com noticias de que “fulano ou cicrano”, que nos parecia ser um poço de alegria cometeu um desatino e sacou a própria vida... Triste.
Por isso, em minha humilde opinião a saída, mesmo que difícil, é buscar sempre um atalho que nos leve ao equilíbrio emocional, por meio do caminho mais simples: viver sem a preocupação de ter que demonstrar algo que não somos e, não desejamos ser.
Posto que, tudo que precisamos é simplesmente ser humano.
Meu fígado está bem. Preciso cuidar mais do baço. Rsrsrs
Beijo.

Atena disse...

Beth:
ai ai ai Preocupações, é? rsrs
Preocupar-se é não viver no momento presente. Pense nisto.
Concordo com sua colocação, é porque muitas pessoas creem que precisam mostrar mais do que realmente são, usar aquelas máscaras sobre as quais você já leu aqui.
Beijos e obrigada pela visita

Madalena Schutze disse...

Oi Atena, gostei de ler o artigo, como a doença se manifesta no corpo humano. Usarei ervas para tonificar meu corpo por inteiro.
Abraços e obrigada pela postagem.
Madalena

Atena disse...

Então, Madalena, a medicina natural pode nos ajudar muito. Eu só recorro à medicina alopática em casos graves, de resto uso fitoterapia, cromoterapia, Do in, etc.
Obrigada pela visita e um grande abraço

Anônimo disse...

Vi na internet um site oferecendo biorressonâncias em formato mp3, chamado isotronix, sera que funciona?

Atena disse...

Anônimo:
Já estive baixando algumas gravações do tipo, não lembro se foi exatamente do site a que se refere. Todavia não tive coragem de experimentar e acabei deletando os arquivos.
Sons tem poder e podem nos causar algum mal e como não se conhece a integridade das pessoas que realizaram esse trabalho, fico desconfiada.
Obrigada pela visita e volte sempre