"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Por que não?

circle 1

Essa é a pergunta que faz a mente aberta.

Infelizmente parece que pessoas de mente aberta são uma minoria. O mais comum é encontrarmos preconceitos, estereotipias, “donos” da verdade e ceticismo burro.

O que é ceticismo burro? É fincar pé na própria visão estreita de mundo.

Sempre fui cética, costumo botar um pé atrás quando ouço ou leio algo inusitado ou com aparência de fantasia, contudo sempre tive mente aberta também. É nessas ocasiões que me faço a pergunta: por que não, ao invés de refutar de saída a nova informação.

Há indivíduos que dizem os círculos nas plantações ser obra de humanos e que nada tem de misterioso ou de misticismo envolvido. Segundo depoimentos de observadores in loco, os falsos, realizados por humanos, têm as plantas com as hastes quebradas ao passo que nos outros, “misteriosos”, as hastes são apenas curvadas.

Bom, eu não estive em tais locais e não posso afirmar nada, mas já vi as fotos das plantas com as hastes curvadas, portanto por que não podem ser os círculos criados de forma misteriosa para nós humanos?

Este é um dos mistérios atuais, mas lendo os registros históricos encontraremos muitos fatos misteriosos no decorrer de nossa história.

Um bom exemplo de ceticismo burro é o daquele senhor que oferece um milhão de dólares a quem quer que prove algo paranormal ou misterioso.

Eu o ouvi, numa recente entrevista, dizendo que o que os médiuns espíritas chamam de falar com os espíritos não passa de enganação porque o que eles fazem é simplesmente dizer coisas genéricas que algum dos ouvintes vai tomar como dirigida a si.

Já estive em sessões públicas em casas espíritas onde, do que ouvi, tenho de concordar com ele, por outro lado já ouvi e vi casos de médiuns incorporados que não deixaram a mínima dúvida quanto a estarem se comunicando com algum desencarnado.

É muito fácil taxar de mentira ou fraude eventos “misteriosos” sem pesquisar e estudá-los a fundo.

Pessoas condicionadas pelas crenças judaico-cristãs que não admitem a reencarnação (porque na Bíblia diz que ela não existe) também não vão a fundo pesquisar e principalmente experimentar se a coisa é ou não real.

Canalizações são chamadas por muitos de conteúdos provenientes da mente do sujeito que está alucinando ou tendo delírio histérico. Então eu pergunto: o cético da vez já participou de algum evento onde seres de luz transmitem seus ensinamentos através de um canalizador?

A resposta é não porque qualquer pessoa que assiste a uma canalização (não de qualquer um) jamais dirá que é uma fraude porque não conseguirá negar o que sente durante esses eventos (a energia de amor é muito forte).

Ah, canalizadores não fazem o que muitos pastores de algumas religiões costumam: usar técnicas de PNL para colocar a audiência em estado alfa, quando fica fácil aceitar tudo o que é ouvido como verdades insofismáveis.

Há muitos canalizadores que estão canalizando o produto de sua própria mente ou de seres interessados em manter a humanidade no atual estado de ignorância e falta de consciência. É sempre proveitoso se ter um pé atrás e não sair acreditando em tudo que se vê, ouve ou lê.

O argumento mais usado pelos céticos é: se a ciência não pode provar, não é real. Sempre que ouço ou leio isto eu fico me perguntando: mas de onde essa criatura tirou que a ciência sabe tudo ou pode provar tudo?

Quantas coisas a ciência já afirmou no passado e depois teve de voltar atrás? E ainda: a ciência tem mecanismos ou aparelhos para medir manifestações ditas paranormais?

O nosso conhecimento científico está muito desenvolvido, mas até agora nem sequer começou a investigação (salvo exceções geralmente desacreditadas) de fenômenos chamados paranormais ou de coisas que não podem ser vistas ou medidas com os atuais aparelhos existentes.

Então, se a nossa ciência não sabe tudo por que não aceitar que existem coisas que são reais, mas que não podemos ver ou provar?

Afinal o que é real e o que não é?

Toda noite, quando sonhamos, é absolutamente real o que experimentamos. A gente fala, ouve, sente frio ou calor, sente medo ou alegria, experimenta orgasmos, enfim tudo se passa como quando estamos acordados. As sensações são as mesmas, no entanto chamamos aos sonhos de fantasia ou ilusões. Por que não pode ser uma diferente realidade? Por que não?

A mesma coisa com o experimentado com drogas ditas “alucinógenas”. Por que não ser uma outra realidade?

A esta altura tenho a certeza que os leitores de mente aberta estão, no mínimo, se questionando. Questionando suas certezas...

Eu já me dei conta há bastante tempo que não tenho certeza de nada, que não sei nada e que há um mundo desconhecido ainda por ser descoberto.

É bom lembrar que as coisas nem sempre são o que parecem.

Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

27 comentários:

Fernando disse...

Oi Atena,

Creio que a realidade é percebida em níveis, de acordo com a capacidade de percepção de cada um. O pensamento cartesiano e linear é a corrente que nos amarra às falcatruas do nosso mundo. Pessoas que se envolvem com as religiões humanas ficam dogmatizadas, caso contrário (se não concordam com as regras) o jeito é pular fora e fazer vôo solo para encontrar a divindade interior.

Paz e Luz!

Leila Franca disse...

Olá Atena,

Ainda não se descobriu tudo. Isso é fato. Mas muitas pessoas caem na ilusão de que tudo que existe é o que está aí. Não é difícil ter esta ilusão. Há até quem não acredite no que já foi provado, como a ida do homem à lua e viagens espaciais. Quanto aos sonhos, sempre questionei, pois sempre tive sonhos muito vívidos. A leitura também abre a mente. Quem leu Aldous Huxley, Lobsang Rampa, Carlos Castanheda - toda uma geração que tentou estender limites nesse sentido há de questionar certas verdades. No entanto, acredito que a ciência possa provar coisas que aparentemente não são "prováveis", mas terá de criar, primeiro, meios para tal. A civilização, como um todo, evolui aos poucos e quando atinge um certo "patamar" ou nível, as mesmas descobertas acontecem, como que espontaneamente, em vários pontos do planeta. É porque a humanidade atingiu a consciência necessária para aquela descoberta. Muita coisa ainda vai mudar. O nosso tempo de vida é que é muito curto para acompanhar esta mudança.

Marcia Pinho disse...

Atena, mulher! O que é real? Se alguém imaginou, já passou a existir, já se tornou real!
Como parte de algo muito maior, deveríamos ser menos limitados, né?! Ficamos presos ao que os olhos vêem, sendo que o que podemos ver é somente a parte ínfima da coisa!
A ciência está muito longe de saber o que se passa dentro da cabeça de um ser humano. Imagine o que se passa no resto do universo!

E como eu sei disso? Não sei. Mas, afinal o que é saber diante de tanta ignorância???!

Eita como tava com saudade do seu papo cabeça mulher! Coisa boa demais! bjo enorme para vc! Parabéns, adorei!

verdadefinal2012 disse...

Oi Atena!
Ultimamente tenho lido post, livros e em busca da conexão com meu EU Superior.
Busco seguir minhas intuições para a verdade
Li recentemente o livor de David Icke e ele é muito condizente em suas pesquisas e com muitas provas e ele aborda vários temas que muito eu conclui ser verdade. Desde o conto sumeriano da nossa criação e manipulação genética, e até hoje somos manipulados, pelo pensamento, e as coisas do mundo, é a Matrix em ação. Os seres negativos que dominam esse planeta e um dos braços deles seriam os reptilianos/illuminatis. O que posso afirmar que teve muitas batalhas de várias espécies extraterrestre pelo poder na Terra e até relata em Sodoma e Gomorra e no Mahabharata. Essa raça negativa que desembarcou no Antigo Egito e ficou no domínio dos humanos nos manipula pelo medo e sangue e a manipulação é muito maior do que nós pensamos e eles manipulam de todos os lados até nas canalizações, eles são os senhores desse mundo.
Acabar de sair da religião por acreditar em seres invisíveis e aderir a outros seres invisíves tipo Kyron, Ashtar Sheran que é uma combinação de palavras e David Icke desmitificou. Tem muitas verdades nas canalizações, como tem verdades na religião. Mas na canalização diz que eles nos virao nos salvar, que vai ter 3 onda, mandarão nave espacial no final e até agora nada de concreto dos seres invisíveis. Eles vão nos salvar do que se somos eternos, e estamos aqui em um estado limitado, e nós somos seres de luz em nosso Estado Consciêncial, um fractal do Criador, um Deus personificado. E esses seres da luz nada falam desses manipuladores, de toda a história que nos aprisiona e que só nos nos podemos nos salvar se essa é a palavra certa. Essas naves que iráo nos salvar não é a mesma que fala das religiões do arrebatamento, da religião iventada pelos ets negativos para nos aprisionar. Quando a Nexus, a energia positiva chegar, eles querem nos aprisionar e nos levar para outro planeta para continuarmos a nunca sabermos quem somos e eles continuarem se alimentando de energia negativa...
Tem muitos ensinamentos ocultos que as canalizações revelam e que foi tirado da gente pelos manipuladores, então podemos pegar a verdade e a essa enganação de nos salvar.... pois se somos eterno,um pedaço da fonte, não temos nada a temer, apenas somos, e não tem nada a temer e nada a ser salvos, apenas voltarmos para a fonte

Cleide de Paula disse...

Oi Atena,
Muito boa sua abordagem.
Manter a mente aberta é o caminho para a evolução. Quando admito que não tenho respostas para tudo, coloco-me em situação de, no momento oportuno, poder recebê-las.
Considero perfeitas suas considerações sobre as canalizações.
Grande abraço

Valéria Braz disse...

Atena adorei seu post e vem de encontro ao meu jeito de ser...
Sempre digo aos céticos que "Eu não posso provar que é ou existe, mas eles também não conseguem me provar que não é ou não existe... portanto sendo lançada a dúvida razoável, podemos sim indagar: "Porque não?"
Esta frazesinha me acompanha desde novinha e por lá já fui taxada de teimosa, de insistente, de ser do contra, etc.... mas continua sendo minha frase mais comum....hehehehe
Gosto como você de avaliar muito além da nossa incapacidade de ver além do que mostram os cinco sentidos.... será então que existem outros sentidos que ainda sequer sabemos possuir? Ué... porque não?
Beijo no coração amiga.... com aqueles sentidos que um dia vamos nominar por aí!

Luciana disse...

Esse post me fez lembrar o pathwork.Não por falar em circulos misteriosos porque o pathwork não entra nesse merito.

Mas me lembrou por causa do Porque que não?

O guia diz que muitas vezes temos crenças muito rigidas. E temos mesmos. E que para questioná-las é preciso abrir espaço para outras possibilidades. fazendo perguntas como.

Não poderia ser diferente?

Eu não poderia estar enganado a esse respeito?

é algo que realmente funciona para mim....

Atena disse...

Fernando:
Tem razão, a realidade é percebida em níveis, que alguns chamam de dimensões. Eu não gosto muito desta palavra porque nosso cérebro não consegue processar o que isso venha a ser, mas acho que nível se encaixa bem.
O meu esforço aqui é exatamente o de libertar as cabeças do pensamento linear.
Obrigada pela participação
abraços

Atena disse...

Leila:
Estão perfeitas as suas colocações. Também acredito que mais adiante a ciência irá trazer ao conhecimento do grande público certos assuntos que hoje são tabus. Até lá temos estes autores que você citou e outros tantos mais que ajudam muito a abrir nossos horizontes.
beijos

Atena disse...

Marcia:
Primeiramente, bom retorno. Também estava com saudades d'ocê. rsrs
"A ciência está muito longe de saber o que se passa dentro da cabeça de um ser humano. Imagine o que se passa no resto do universo!"
Aqui você disso tudo. Ainda há muito, mas muito mesmo a descobrir! Acredito que chegaremos lá. Talvez demore como disse a Leila, mas chegará.
beijocas mil

Atena disse...

Verdadefinal:
Bom, primeiramente, parabenizo-o por sua busca espiritual.
Quanto a David Iicke ainda não cheguei a uma conclusão a respeito dele. Tanto pode ser alguém puro, se esforçando por esclarecer certas coisas, como também pode ser um instrumento das energias manipuladoras.

O que precisamos conscientizar é que cada um entende a partir do que percebeu, o que pode estar longe da verdade. Por exemplo: Zecharia Sitchin entendeu que os seres humanos foram criados pelos anunakis (manipulação genética, talvez sim)e isso não está correto, bem como outras conclusões a que ele chegou. Esse foi o entendimento dele, carente porém de outras informações. A mesma coisa com relação a Icke.
É bem provável que os anunakis tenham existido aqui sim, mas também pode ser que os sumerianos tenham acessado conhecimentos anteriores à nossa vinda para cá. Conhecimentos de coisas que não aconteceram aqui, mas em outro/s lugar/es.

Quanto às canalizações atuais, há sim muitas falando de naves e salvamento por ETs, mas essas não dá para levar à sério. Outrossim, existem canalizadores puros e que estão sim canalizando mestres ascensos. Kryon, que não é um mestre, mas um ser que nunca encarnou, não fala sobre os anunakis ou outros ETs porque acha importante não nos distrairmos com esses assuntos (que realmente distraem). O trabalho dele é despertar-nos para o que realmente importa: a nossa divindade interior. Ele às vezes responde perguntas sobre o assunto, mas sem entrar em detalhes. Segundo ele e também os mestres ascensos, se tivermos assumido nossa divina presença não precisamos temer ou sequer nos preocupar com manipulações, pois estamos livres delas pelo nosso comando, nossa intenção.

Parece-me que você ainda não se apropriou do seguinte conceito: a escuridão não existe, é somente a ausência de luz, portanto não existe a possibilidade de energias negativas manterem a humanidade presa por muito tempo e jamais indefinidamente.
Obrigada pela participação.
abraços

Atena disse...

Cleide:
Você tem razão, mente aberta é caminho para a evolução. Pelo menos um caminho desobstruído. rsrs
Obrigada pela visita.
beijos

Atena disse...

Valéria:
Parece que somos parecidas, eu também sempre questionei e resisti a “pratos feitos”. rsrs
Quanto a termos outros sentidos, procure prestar atenção quando está sonhando se a sua visão não é de 360 graus. Eu já me dei conta disso, é muito louco. rsrs
“Eu não posso provar que é ou existe, mas eles também não conseguem me provar que não é ou não existe.” Aqui você disse tudo. Pombas, ninguém é dono da verdade!!!
Obrigada pela participação e beijos

Atena disse...

Florzinha:
Já te disse que eu adorei esse Guia, muito sábio mesmo.
“Não poderia ser diferente? Eu não poderia estar enganado a esse respeito?”
Esse é o caminho: mente aberta.
Beijos mil

Apaixonados disse...

Olá Atena, como está?

Eu simplesmente adorei o arquivo que vc me enviou pelo e-mail. Meu namorado já tinha comentado sobre tal tema e me contou que eu era claramente um exemplar de Atena. Tanto eu quanto ele ficamos gratos com seu arquivo que nos proporcionou entender muito mais sobre a Roda das deusas. Percebi que possuo semelhança parcial com outras deusas e que devo trabalhar mais isso em busca de uma harmonia.
Adorei essa frase: "Atena é uma frágil donzela: de metal por fora e carne e osso por dentro."

Sobre seu post, sou uma cética curiosa que sempre se depara com dúvidas sobre fontes e informações. O interessante sobre o tema mais sobrenatural é que há inúmeras questões sem respostas o que nos possibilita pensarmos, analisarmos, procurarmos as nossas respostas. Excitante, não? Eu já vi coisas que facilmente percebi o quanto eram falsas, porém outras me colocaram a pensar por semanas, meses, tentando entender, buscando respostas. Isso é o legal.
Para mim, manter a mente aberta é questionar. Analisar todos os angulos de um assunto. Por exemplo, se eu não creio em um tema x eu procuro defender tal tema olhando os motivos que as pessoas possuem para acreditar em tal. Isso ajuda a entender sobre o tema em geral.

Ótimo post, adoro ler seu blog e está recomendado em meu blog. Beijos, flor e boa semana.

Thai

Anônimo disse...

Atena
Eu também creio que a realidade é subjetiva. Mas, 90% dos desenhos em plantações são feitos por humanos e é de conhecimento público. Os outros 10% não sei. Boa ciência se faz com bons fatos.

Veja:
http://en.wikipedia.org/wiki/Crop_circle

Se necessário digite o link acima dentro do retangulo que aparece no Google translator:

http://translate.google.com/?hl=pt-BR#

Atena disse...

Thai:
Estamos todos aqui em serviço, portanto não precisa agradecer. Fico contente que tenha gostado do material. Vou procurar se ainda tenho um outro material, mais indicado para homens, para o seu namorado ler.

'Para mim, manter a mente aberta é questionar. Analisar todos os ângulos de um assunto."
Pois é, pena que poucos façam isto. Vão logo generalizando ou tirando conclusões apressadas.
Para mim é um prazer tê-la por aqui.
Eu ainda não tinha visto que você tem blog. Sou muito desligada. rsrs Irei visitá-la.
abraços

Atena disse...

Anônimo:
Sim visitei o link. Nada que eu já não tivesse lido, contudo acho temerário afirmar que 90% são de criação humana.
Se você analisar bem vai reparar que os embustes aparecem dos dois lados em qualquer tema controverso. É típico do ser humano usar de todos os meios para provar que está certo.
Eu não tenho opinião formada sobre os círculos, usei-os apenas como exemplo.
Obrigada pela participação.

V¡ии¡¢¡µs ツ disse...

Olá atena! belissimo post, a cada dia o povo cria e se copia e depois se cola... kkk.. Deus dá inteligência a todos! Creia nisso!


aceita parceria com links acesse

Site da NET | Portal de Novidades

Jackie Freitas disse...

Olá Atena querida!
Eu tenho, como diz meu marido, uma dificuldade em acreditar em tudo e em todos. Sou pé atrás por natureza! Entretanto, costumo investigar ou tentar enxergar com outros olhos, ir adiante, às vezes até ultrapassando meus limites, para tentar compreender o fundamento das coisas!
Recentemente recebi um e-mail protestando e cogitando uma revolução e boicote sobre uma "informação" que corria pela internet! O que fiz? Fui investigar em vários canais e fontes, saber da procedência...passei um dia inteiro quase, nessa investigação!
Por fim, descobri através de uma entrevista feita com o próprio "acusado" que tudo não passou de uma invenção com o intuito de denegrir a sua imagem pública. O que eu quero dizer com isso, minha querida, é que da mesma forma que desconfiamos, precisamos abrir os nossos horizontes para descobrirmos mais... É como na alimentação..de nada adianta termos variedade se não educarmos nosso paladar para outros sabores, para provar o novo e desconhecido.
Acredito que a vida em si seja um grande mistério! Alguns acreditam que fazem parte de um todo e, dessa forma, procuram dedicar o melhor de si na construção desse todo. Outros acham que vivemos fechados e presos num corpo e que ao morrermos tudo se encerrará nele, aí passam a cometer loucuras e atos de desrespeito humano. Crer ou não crer, não cabe à ciência explicar... Acredito que cabe a cada um primeiro tomar consciência da própria existência e depois começar a enxergar o quadro todo...de dentro para fora, como naquele vídeo em que nos vemos enormes e de repente a lente vai se afastando, até mostrar o universo e o quanto somos "minúsculos" e "perdidos" num espaço sem fim...
Será que estamos sozinhos? Se estamos, por que será? Será que fomos colocados de castigo? rsrs
Por que não pensar nisso?
Grande beijo, querida! Desculpe o prolongamento, mas adorei mesmo a sua colocação aqui... faz pensar...e muito!
Jackie

Atena disse...

Vinicius:
Obrigada pela participação.
Darei uma olhada no site indicado.
abraços

Atena disse...

Jackie:
Você agora é telepata, é? rsrs
Incrível como tocou exatamente no assunto sobre o qual eu estava escrevendo ontem à noite e que vou postar no blog: sobre aqueles que acreditam em tudo sem se certificar da informação.
Como já conheço seu bom senso, seu comentário está de acordo com você, e é sempre bom receber suas contribuições.
"Acredito que cabe a cada um primeiro tomar consciência da própria existência e depois começar a enxergar o quadro todo...de dentro para fora,..." Disse bem, a evolução da consciência sempre começa pelo interior de cada um. Perfeito!
Obrigada pela visita beijocas mil

Guiomar Barba disse...

Oi Atena, os espíritos existem, não tenho dúvidas e fala através de quem se presta a ser canal deles, como também o Espírito Santo existe e fala através de quem se presta a ser canal dele. A questão é: qual o espírito a quem devo dá atenção e me deixar guiar por ele?

"Ah, canalizadores não fazem o que muitos pastores de algumas religiões costumam: usar técnicas de PNL para colocar a audiência em estado alfa, quando fica fácil aceitar tudo o que é ouvido como verdades insofismáveis"

Você não pode provar isto, em todo segmento existem pessoas capazes de enganar, fingir, mentir en nome de seja qual for o espírito ou deus; e até mesmo como soube do Chico Xavier que supostamente encarnando a atriz filha da Glória Perez, entregou-lhe uma mensagem para que não bebesse mais. E a Glória em conversa com a Heber que lhe aconselhava procurar o Xavier disse: ele falou para eu não beber mais, eu não bebo...

O mundo espiritual é muito complexo, eu não acredito em reencarnação, não só porque a Bíblia diz que não existe, como porque eu já cheguei a esta conclusão através dos próprios espíritos.
Beijo.

Atena disse...

Guiomar:
Acho que deixei claro no post que existe mais de um tipo de canalizadores. Contudo o post é sobre a importância de se ter menta aberta e não uma apologia dos canalizadores, que foi um exemplo dirigido a um tipo de leitores que não têm tido o devido cuidado com este assunto.
Quanto a você não acreditar em reencarnação está tudo bem, foi o que você escolheu para esta vida e não há julgamento aí por parte do Criador.
O uso de PNL não é coisa da minha cabeça e sim de pessoas que experienciaram e pesquisaram o assunto e como eu disse: não são todos que fazem isso.
Grande abraço

TEIA disse...

Oi Atena.
Post publicado.
Até

Edu disse...

Olá, Atena! Gostei muito do seu blog e desta publicação. Há algum tempo venho me interessando por esses assuntos, que podem ser sintetizados por palavras como "poder do pensamento", "lei da atração", "expansão de consciência", etc. Tenho uma grande curiosidade a este respeito, sempre fui muito questionativo e não contento com algumas tão comuns explicações para os fenômenos da vida. Talvez estejamos juntos nesta jornada, e lhe digo que outrorá fui cético e demasiado defensor da Ciência como valor absoluto, mas gradualmente fui e aindo continuo me desenvolvendo nesta nova percepção. Encontro-me num processo doloroso e talvez bastante transformador, que poderia chamar de estado de autoconsciência; um ponto crítico, no qual passamos a pensar com nossas próprias cabeças (mentes ou consciências, como quiserem), e estou vendo o quanto sou (ou somos) dependente das ideias de outrém sem que se haja um processo crítico dessas assimilações.

Afetuosamente, até mais.

Atena disse...

Edu:
Realmente, a vida tem muitos aspectos que ainda nos são desconhecidos e da ciência também.
Admiro todo aquele que investiga e questiona, pois isso só enriquece a existência.
Seja muito bem vindo como mais um interessado em despertar. É um processo longo e pode ser estressante, mas não desanime, o resultado compensa.
Procure também ter cuidado com as informações a que tiver acesso já que atualmente a confusão anda grande. rsrs
Questione cada nova informação que tiver, isso é crítico.
Aproveite o blog e sinta-se sempre à vontade para questionar o que lê aqui também.
abraços