"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

domingo, 14 de novembro de 2010

A magia está em falta

magia

Esta palavra tem mais de um significado, conforme o dicionário pode ser: “arte de produzir por meio de certos atos e palavras efeitos contrários às leis naturais”, mas também “fascinação e encanto” (Dicionário Aurélio).

Bom, quanto à primeira definição, o Aurelio que me perdoe, mas está completamente errada. Atos mágicos só podem ser possíveis por estarem enquadrados em leis naturais, somente que desconhecidas pela maioria dos humanos.

clip_image002

Mas neste post quero me referir à magia como sinônimo de fantasia e encanto. É isto o que está faltando nos dias atuais.

De alguma forma, não sei exatamente quando, perdeu-se a magia. Acho que, atualmente, só as crianças ainda a mantém. Claro que muito menos do que em outras gerações, pois não havia a diversidade de brinquedos que hoje existem, nem a facilidade de adquiri-los. As crianças costumavam criar os seus brinquedos. Hoje vem tudo pronto e a TV, os games e a Internet não deixam muito espaço para a criação.

Afora as crianças, atualmente há um tipo de pessoas que ainda procura e experimenta a magia, só que de forma negativa e destrutiva para sua saúde mental e física: os adictos em drogas.

Junto com a magia foi-se embora muito da criatividade. Essa ausência tem sido notada e reclamada por parte das empresas.

Antes, quando um homem estava interessado por uma mulher, ele ficava fantasiando como seria seu corpo. Sonhava em vê-la nua, antecipando com avidez as curvas de seu corpo. Houve épocas em que o simples vislumbre de um tornozelo era o bastante para excitar um homem.

Hoje tudo é mostrado muitas vezes de forma vulgar e carente de senso estético.

Esse excesso de exposição do corpo feminino acarretou um saciamento muito rápido do desejo fantasioso masculino. E onde isso leva? Relações rápidas também.

clip_image003Em tempos muito, muito antigos as pessoas conseguiam ver seres, hoje considerados mágicos, como duendes, sílfides, ondinas e salamandras. Tais seres, embora não sejam mágicos, mas simplesmente elementos da natureza, com o passar do tempo foram desaparecendo das vistas do ser humano comum, só sendo percebidos por pessoas com a chamada “3ª visão” desenvolvida. Atualmente talvez só seja possível vê-los em Findhorn.

Por que estou citando-os? Porque eles nos trazem um viés mágico, de encanto e fantasia já que são tão diferentes de nós, pertencendo a uma “outra realidade”. Além do fato de muitos serem brincalhões.

Vocês podem dizer que estou viajando na maionese, mas eu sei do que estou falando. O simples fato de alguém não admitir que espíritos ou elementais da natureza não existem já demonstra que sua fantasia está capenga. Até o cientista Einstein reconhecia que só a imaginação é mais importante que o conhecimento. Sem falar que onde há fumaça, há fogo. Toda lenda tem seu fundo de verdade.

O futuro trará a comprovação de muita coisa que hoje é considerada pura fantasia, absurdo ou crendice ignorante.

Vejam bem, nada é criado sem ter sido imaginado primeiro e a imaginação é irmã da fantasia e prima do mistério.

O reducionismo nos deixou um triste legado e a Era das Luzes trouxe muito conhecimento, mas também tornou o ser humano descrente de tudo aquilo que a maioria não consegue perceber e do que não possa ser provado em laboratório.

O ser humano precisa da magia, do mistério e do encanto. Isso permite que nosso lado mental descanse e abra caminho para a intuição e para a verdadeira criatividade. Principalmente nos dias atuais, onde o stress tomou conta da maioria, é altamente saudável ter alguns momentos, ao menos, de relax e divagações criativas. É aí que entram a fantasia e a imaginação.

clip_image004Restou-nos a magia do cinema ... Ainda bem.

"A coisa mais bela que o homem pode experimentar é o mistério. É essa emoção fundamental que está na raiz de toda ciência e toda arte." (Einstein)

Imagem: amorizade.wordpress.com

Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

20 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

Atena, também creio que a imaginação é imprescindível ao ser humano. A imaginação na verdade é o que nos faz humanos. A magia é necessária. Agora, em relação a tais seres brincalhões também conhecidos como espíritos da natureza creio que só existam realmente, na imaginação de quem acredita neles. Mas tem uma contradição aí. Se existem na imaginação, eles de fato existem, já que nossa imaginação não é "imaginação"...também acredito que o mundo material é muito limitador para os voos da nossa imaginação. Outros realidades são possíveis.

* * * * * **
olha, eu juntei os dois blogues em que eu escrevia e criei o botequimdoedu.blogspot.com
então, é por lá agora que você me encontra, ok?

beijos

Balaio Variado disse...

Oi Atena

Concordo plenamente com você.
A magia está na divagação, na fantasia, na criatividade, na imaginação e etc.
Muitos não sabem que através das artes, também está aberto o portal da magia. Em todos os sentidos.
Quem faz arte ou é sensível a ela, está diretamente ligado a um mundo de sensações únicas e transformadoras.
Estamos em um mundo cheio de invenções e traquitanas, que prometem todas as facilidades em termos de tecnologia e sensações, mas ainda não descobriram a viajem proporcionada pelas artes. Infelizmente.

Balaio Variado

Atena disse...

Edu:
Adorei seu comentário: disse e depois se desdisse. rsrs
É isso mesmo, a imaginação CRIA coisas.A maior parte do que criamos na imaginação não fica visível aos vulgos olhos mortais, mas se encontra em outra dimensão que algumas pessoas conseguem acessar.Eu já tive raríssimas oportunidades de visitar conscientemente essa outra realidade. Raras porque me borro de medo de ir lá e ver o que eu não quero (é um local muito poluído pela humanidade). rsrs
Certamente visitarei seu novo blog
abração

Atena disse...

Balaio:
Com certeza os artistas são privilegiados, pois têm um contato maior com a magia da criatividade e da fantasia.
Snif, quem me dera... Adoro artes, principalmente pintura a óleo, mas pinto muito mal. Ah, mas 'viajo" legal. rsrs
beijos

Luciana disse...

Esse post me fez lembrar das minhas brincadeiras de crianças. Apesar de ter nascido nos anos 80 eu realmente inventava as minhas brincadeiras.

Uma delas era volei com bola de Gás . Isso mesmo. A sala era bem grande. Então eu brincava com minha irmã de volei. A rede era o sofa. srsrsrs

Mas gostaria de fazer uma observação. A imaginação é importantissima. Mas algumas pessoas a utilizam para figir da realidade. Substituem a realidade pela fantasia. Eu fiz isso. srsrs

Victinho disse...

Atena você tem toda razão, com o passar do tempo nós mesmos fomos reprimindo a magia do mundo que abria nossos olhos para uma outra realidade. O direito de sonhar e viver em função da magia nos foi ceifado de nossas vidas e hoje poucos podem usufruir deste benefício e canalizar esta energia em favor da criatividade. A imposição de uma verdade absoluta nos furta o direito de viver muito melhor, em razão disso temos uma qualidade de vida com restrições, sem imaginação, sem fantasia. Que saudade dos meus tempos de criança onde tudo era possível.

Atena disse...

Florzinha:
São muitos os que se utilizam da imaginação para fugir da realidade, mas para resolver isso é que existe psicoterapias. rsrs

Atena disse...

Victinho:
Meu querido, sempre é possível trazer à tona a criança interna e desfrutar da magia. A humanidade precisa cair fora da Matrix, é a melhor forma de sermos inteiros novamente.
abraços

Maria Laura Neves disse...

Olá Atena, irmã Shaumbra,

Obrigada pelo seu comentário ao texto sobre a proposta de trabalho: O Desafio dos Novos Tempos.
A sua energia ajuda a solidificar a proposta. Grata pela ajuda.

Os altos e baixos que sentimos são fruto da dualidade da “velha energia”.
A REALIDADE do UM está contida na “nova energia que já está Aqui e Agora…em AHMYO …

O mais recente Should de Adamus: “O regresso da magia” é uma maravilha como sempre, "e como que coincidentemente" complementa o seu lindo texto: “A magia está em falta”…pura MAGIA…

Um abraço de LUZ.
Namasté.

Áurea

Eduardo Medeiros disse...

pois é. meio contraditório mesmo. mas o que realmente quis dizer é que na realidade material tais seres não existem, são criações da nossa imaginação com o saci, o boi tatá, a mula-sem-cabeça, a cuca, anjos, demônios, curupira, etc

mas o legal da contradição é que se falamos deles, como não poderiam existir em outra dimensão? na dimensão da imaginação? o que é real e o que é ilusão ou lenda e folclore?

mas muito do que os místicos chamam de quinta dimensão ou coisa parecida existe somente em nossa psiqué e não exteriormente a nós na materialidade. mas se existem na psiqué podemos dizer que não existem...??

hiiiii...chega!!! kkkkkkkk

Atena disse...

Edu:
O assunto é complicado sim, mas principalmente para quem ainda não teve contato com essas outras dimensões. Agora, outras dimensões não existem na imaginação, elas existem numa outra realidade com a qual não estamos familiarizados. São absolutamente reais e a Física já está chegando lá.A Teoria das Cordas foi apenas o primeiro passo para todo um conhecimento que se abrirá à nossa frente.
Talvez, mais adiante, ainda nesta vida, você tenha esse contato e então entenderá do que estou falando.
Mas não esquente muito a mufa, tudo vem para nós quando estamos prontos para receber.rsrs
beijos

Atena disse...

Áurea:
Não foi por acaso que coloquei este post, foi após ter ouvido o shoud de Adamus.Achei uma boa ideia falar um pouco sobre o encanto da magia que está tão em falta.
Obrigada pela visita e beijos

Malu disse...

A imaginação é necessária para que não enlouqueçamos, Atena. muito bem colocadas suas palavras e uma postagem bem oportuna num mundo onde não se consegue criar ou recriar mais nada, pois tudo já é dado como produto pronto.
Sempre postagens relevantes.
Abração

Atena disse...

Malu:
Gostei da frase: "A imaginação é necessária para que não enlouqueçamos". No mundo atual concordo plenamente.
Obrigada e abraços

Denis Cunha disse...

Abrakadabra...Este seu apropriado texto bem como o último shoud é pura magia. Estou dentro deste "caldeirão" também. beijos Atena.

Atena disse...

Denis:
Que prazer e honra tê-lo por aqui.
beijos procê também

Histórias & Estórias disse...

Obrigada pelo convite a reflexão. Vou gostar de ficar pensando no que escreveu: As relações rápidas por causa do desnudar, o mundo acelerado que perde a magia que esta há um palmo do nariz.

Como jornalista, vejo coisas e situações absurdas. Por isto, em casa, entre um filme e outro, escolho o desenho animado, os documentários de bichos e descobertas. Busco incessantemente a magia na natureza, nos olhares dos idosos e nas pessoas que não estão corrompidas pelo imediatismo do conviver. Assim, acredito, ser a única forma de manter a docilidade, peça fundamental do bem viver.

Mais uma vez, obrigada pelo minuto que ganhei aqui.

Atena disse...

Valéria:
Considero a sua profissão muito estressante exatamente pelas coisas com que vocês tem de tratar. Então nada melhor que a magia para propiciar um "refresco".
Obrigada pela visita e gentil comentário.
beijos

Psiquismo Desmistificado disse...

Querida Atena,
Que texto fantástico! Um verdadeiro convite intimista.
A magia ainda existe em algumas formas de interpretação da vida. Mas muito se perdeu. Que pena!
Beijão

Atena disse...

Psiquismo;
Que bom contar com seus comentários sempre carinhosos.
beijos