"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

sábado, 18 de junho de 2011

Humano é bicho engraçado

pieguice

O ser humano é o bicho mais engraçado que conheço.

Há muitos anos assisti a um filme italiano chamado Mondo Cane (mundo cão) onde se registrou várias das bizarrices humanas, algumas engraçadas ou tragicômicas, O filme me deixou chocada, mas comparado com o que se vê atualmente na Internet poderia ser considerado filme para crianças.

Mas, hoje, aqui, não vou falar sobre bizarrices, vou me deter numa característica humana que poderia ser, e digo poderia porque infelizmente está longe disso, uma alavanca para desenvolver a consciência – a melosidade ou pieguice.

É isso mesmo. Muitos seres humanos curtem acontecimentos, situações ou notícias piegas, melosas, ternas ou românticas.

Vejam por exemplo o sucesso, no nosso país, que fazem as músicas sertanejas. Querem coisa mais piegas?

Não, dirão alguns, elas são românticas. Acontece que uma boa maioria delas é romantismo simplório, em outras palavras, piegas e meloso.

Nos canais abertos de TV, notícias como: “filho reencontra mãe após 20 anos de separação” fazem o maior sucesso e quanto mais lágrimas flagradas pelas câmeras, maior o impacto nos telespectadores.

Há também aquelas notícias que pegando o lado mórbido das pessoas também mostram o lado meloso. Lembro, quando da morte da menina que teria sido jogada pela janela pelo próprio pai, a TV registrou a presença, frente à casa onde estava o casal envolvido, de uma mulher que tinha viajado 400 quilômetros só para estar ali. Estava muito tocada pelo sucedido!?

O que leva multidões aos velórios e/ou enterros de figuras públicas? Morbidez, mas também sentimentos tais como pesar, simpatia e admiração.

Na blogosfera já observei o sucesso que fazem posts sobre crianças, vovós amorosas, assuntos românticos, poesias melosas, etc.

Filmes como Ghost e Titanic levaram milhões aos cinemas onde derramaram copiosas lágrimas e encheram a atmosfera de suspiros. Ai, ai....

Bem, vocês devem estar pensando: “que criatura mais fria e sem sentimentos por dizer coisas assim”.

Acontece que o propósito aqui é convidá-los a refletir sobre a maravilhosa capacidade humana de sentir (amor, ternura) e ao mesmo tempo, paradoxalmente, ser capaz de agredir, violentar, ser intolerante e preconceituoso.

Vocês vêm? Isso é o que me fez dar o título ao post. Uma mesma pessoa, que fica toda derretida ao ver uma situação dramática envolvendo seres humanos que sequer conhece, pode, no momento seguinte, “espinafrar” os gays, por exemplo. Engraçado, né? rsrs

Somos realmente paradoxais.

Por que isso acontece? Posso citar algumas causas para explicá-lo:

Falta de lucidez.

Falta de autoconhecimento.

Falta de reflexão.

Resumindo: falta de desenvolvimento da consciência.

Vejam, a melosidade ou pieguice é uma manifestação de sentimentos que existem dentro de todos nós. Por mais racional ou empedernido que alguém seja terá tido, pelo menos uma vez na vida, seu momento de pieguice.

Torço para que esses sentimentos prevaleçam e ocupem o lugar dos outros – os violentos, agressivos, egocêntricos e intolerantes.

Sendo bem piegas: querem me acompanhar nessa torcida? rsrs

Imagem: açores.net

Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

12 comentários:

Samanta disse...

Olá Atena !!!

Realmente o Ser Humano é uma caixinha de surpresas e contradições !
Já vi muito disso na Internet e fora dela, nos emocionamos com algo e um segundo depois estamos ferozes em outra situação...
Eu mesma sou assim. Mas vejo como natural do Ser Humano, estamos evoluídos em alguns aspectos e totalmente "crús" em outros... Temos capacidade para ser tolerantes em uma situação difícil e ao mesmo tempo preconceituosos em outras, infelizmente.
O que acho importante é termos consciência destes sentimentos e nunca desistir de melhorar como pessoa. Procurar sempre refletir no porque de agirmos de formas medíocres em alguns casos e procurar aprender , crescer.
Mas enquanto estamos assim, em evolução, batendo cabeça por aí, tentando melhorar ou não, infelizmente ainda veremos muitas contradições e reações bizarras...
Outra coisa que eu acho importante e até postei sobre isso estes dias é não julgar errôneamente quem se contradiz ou tem este tipo de atitude, pois se uma pessoa se atrapalha, erra ou simplesmente não tem ainda consciência do que está fazendo, isso não a desmerece na maioria dos casos, afinal todos temos algo de bom, e se formos tolerantes, receberemos tolerância e o mundo fica mais ameno e verdadeiro.
Ótima reflexão, como sempre, seu espaço é enriquecedor !!

Um beijo e bom fim de semana !

Beth Muniz disse...

Olá mestra,
O que mais me impressionou no texto foi a forma como discorreu o tema.
Se lembra das tais “proposições e preposições” a que me referia?
Então, porém contudo, até, para, até...
Até para falar sobre pieguises, e depois nos convidar a exercitá-las, é necessário ter estilo.
Bravo!
Mas, devo confessar: Não gosto de música sertaneja e muito menos dos tais programas a que se refere. Deve ser o meu lado nada piegas...
Fazer o que. Entretanto (mais uma), há outras coisas piegas que me fazem muito bem, sem que eu deixe de expandir a minha parca consciência.
Gostei. Muito!
Grande beijo e bom final de semana.
Fui!

José S. Pereira disse...

Esse é um território delicado.

Antigamente (por falar nisso, adorei Mondo Cane. Cheguei a me comover com o empenho que aqueles indígenas aguardavam pelo retorno de seu Deus aviador, que traria a abundância novamente rsr), as pessoas resistiam à pieguice bravamente (as pessoas da elite cultural, ao menos). E acabavam cedendo apenas na fase madura, quando os cabelos branqueavam. Eu mesmo, confesso, travava a garganta até doer, mas nenhuma lágrima corria. Depois, com aquela busca da Razão Emocionada, fui afrouxando as amarras. Mesmo antes dos cabelos ficarem brancos.

Mas não foi um ato isolado. A própria sociedade a minha volta fez o mesmo. Acho que foi na época do "desencantamento" político e social. O Mundo Utópico evaporara. Deixara de ser palpável, mesmo aos nossos sonhos.

O que eu vi, foi uma forte migração para o Esoterismo. A busca por uma consciência coletiva, social, universal. E, neste momento, a Catarse. O que o mais humilde dos seres sentia, todos passaram a vivenciar. A emoção aflorou, as vezes até fora de controle.

Foi bonito de se ver essa ida ao encontro das emoções tidas antes como banais. Ver o ser humano reconhecer que teria que se resolver se quisesse almejar tocar a face da Utopia novamente.

O que ainda penamos e em atar essa ponta da emoção à consciência social. Quer dizer, ligar o nome a pessoa. rsr A capacidade de perceber no outro sentimentos, necessidades, tão semelhantes às nossas. E respeitá-las. Mais que isso: amá-las.

Sou meio fissurado em "mundo simples". Conheço e convivo a maior parte de meu tempo com pessoas e com esse mundo mais simples. Não "voluntariamente", como atitude política. Mas como necessidade. Não saberia viver se o mundo fosse excludente. Se essas pessoas valessem menos.

Então, ao mesmo tempo que leio Sartre, me dou a permissão de deixar uma lágrima rolar. Mais, me coloco como dever traduzir essa lágrima para meus companheiros de jornada simples. Faço uma tentativa, por vezes vã, mas sempre emocionada, de um transplante de alma. E estou nessa sua torcida. Que sobrevivam e se manifestem as emoções pela vida, solidárias, cúmplices em seus saber ser a dor coletiva.

Abraços

Atena disse...

Sam:
Falou certo, somos uma caixinha de surpresas, mas como disse, na medida em que refletimos sobre o como agimos e o porquê, as coisas vão clareando.
Tudo se resume ao autoconhecimento e tomada de consciência. Você pode estar ainda em contradições e evoluindo, mas dando passos largos...
Foi muito bom tê-la por aqui.
Beijos

Atena disse...

Beth:
Seus comentários sempre me surpreendem. Essa do estilo???? rsrs
Talvez seja porque eu sou muito metida, não suporto coisas bregas, inclusive na música. rsrs mas sou, sim piegas às vezes com tudo aquilo que toca meu coração (sou uma manteiga derretida. Canceriana, né?)
E o que é isso de parca consciência, amiga? Se metade dos brasileiros a tivesse como você, este país seria bem, bem melhor.
Beijocas e obrigada pela visita

Atena disse...

José:
Brilhante análise a sua. Já deixou mais assunto com o que eu ocupar minha pobre cabecinha (não dou folga pros neurônios e a estas alturas da vida eles já devem estar cansados de tanto trabalharem rsrs).
Já tinha lido no seu blog esta expressão “razão emocionada” e gostei mesmo dela. Acho que é por aí a resposta...
Quanto ao crescimento do esoterismo, embora com muitos viajantes na maionese, trouxe sim uma evolução como não tínhamos há muito tempo. E ah, isso me deixa otimista quanto ao nosso futuro! Digam o que disserem os arautos do apocalipse ou do 2012. rsrs
Bem vindo à minha torcida. Seres como você, e os demais que aportam neste blog me fazem sentir não estar soltando palavras ao vento.
Obrigada por existir e beijos

Cidadão Araçatuba disse...

O que você relatou em parte, é o que é mostrado na TV aberta aos domingos!
Imaginando que haja algo que "preste" nos outros dias da semana, rs...
È mais fácil ceder as tentações e fazer coro com a maioria, deve ser isso, não vejo graça por exemplo, no tal do "sertanojo", acho um música tosca, de muito mal gosto, porém, gosto de rock, coisa que muitos torcem o nariz, mas quantos assumem que gostam de rock? Principalmente depois dos 40? ahã!
É o que você disse é do ser humano, e precisamos aprender muito, muito mesmo! Expansão, expansão...
Grande abraço!

Atena disse...

Cidadão:
Eu também não suporto música sertaneja ou a daqui de minha terra: a gauchesca. rsrs Mas é dureza quando o gosto da gente vai de encontro ao da maioria,já passei maus bocados por causa disso. Ficam me chamando de elitista. Talvez eu seja, rsrs pois curto ópera e Pink Floyd.
abraços

Anônimo disse...

Ola i,m new in this Forums and i will to view the newinfo postated in this posts .I know your web fromyahoo blog and i have tryed to register some days a go but this captcha was hard ro see but i manage it :) This was my introduction in this blog
byby
And this is my shitty site you can send to my mail



[url=http://www.austrodach.ro/acoperisuri-si-fatade/tigle-tondach-ceramica-metalice.html]tigla metalica[/url]
tigla metalica


sigilii
sigilii
sigilii
sigilii
sigilii
sigilii
sigilii

Atena disse...

Anônimo:
Sorry but I don't know what you're talking about. What forum?

Anônimo disse...

You have a really good blog. Very interesting read. I will be back to look for more posts, keep it going.
___________________________
roofing

Atena disse...

Anônimo:
Thanks for the nice words. Be allways wellcome.
hugs