"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Homofobia versus homossexulatria?

bandeira

Homofobia versus homossexulatria?

Ultimamente tenho visto muito discurso homofóbico na web, portanto venho aqui colocar alguns pontos para reflexão.

1 – Todo ser humano, grosso modo, é bissexual, pois ambos os gêneros possuem as duas polaridades. As mulheres possuem hormônios masculinos e os homens possuem hormônios femininos. Como dizem os americanos: Period!!!

2 – A homossexualidade é tão antiga quanto a humanidade. Nem por isso houve “degeneração” da espécie nem a sua extinção e a família se mantém até os dias atuais como o núcleo básico da sociedade organizada.

3 – A energia sexual inerente ao ser humano foi, com o passar dos tempos, extremamente deturpada principalmente pelas religiões.

4 – Por que as religiões deturparam o sexo? Porque através do ato sexual é possível acessar a consciência cósmica, em termos bem simples: é possível acessar a divindade (os indianos nos mostram direitinho como isso funciona através do sexo tântrico). Que falta fariam então os sacerdotes antigos? Hoje: padres ou pastores? O frenesi pelo poder é bucha!

5 – É argumentado pelos bibliófilos que está escrito na bíblia que a Deus não apraz a homossexualidade. Primeiro: será que tais palavras estavam no texto original? Sabemos que é um livro que foi reescrito várias vezes, palavras suprimidas e palavras acrescentadas ao bel prazer do entendimento do sujeito que o estava compilando. Segundo: se houve uma mensagem canalizada proibindo o homossexualismo, o motivo poderia ser que na época as pessoas eram muito simples e ignorantes e segundo consta na bíblia a gandaia corria solta, tinha tomado proporções assustadoras. Daí a necessidade de algum controle?

6 – Já pararam para pensar por que, no caso dos seres masculinos, sua anatomia lhes permite sentir prazer sexual sendo penetrados por trás? Erro da natureza e/ou do Criador? Ah, mas Ele não erra, né?

7 – Da civilização grega herdamos valores como a democracia, belezas como as esculturas e templos e conhecimentos superiores de seus filósofos. Muitos a consideram a base de nossa atual civilização. Pois bem, na antiga Grécia (não sei exatamente em quais cidades ou se em todas) os jovens adolescentes que treinavam para a guerra eram estimulados por seus instrutores a se ligarem afetivamente com algum companheiro. Seu raciocínio era que assim, durante a batalha um defenderia ou protegeria o outro. Bem bolado, né?

8 – Alguns estão dizendo que graças ao apoio da mídia está havendo uma estimulação à hossexualidade, aos abusos de regalias dos gays e disseminação de práticas contra os valores “tradição e família” da sociedade vigente. Eu vejo que graças ao apoio da mídia, hoje, os gays são mais vistos como gente igual à gente, têm seus direitos de cidadão mais respeitados. Antes disso eram até atacados fisicamente. Quanto à degeneração dos bons costumes, não é apanágio dos gays. A TV está repleta de programas que as crianças não deveriam assistir, com mulheres em trajes e danças vulgares e apelativas sexualmente, sem falar na violência que de tão mostrada acaba se tornando banal.

Concluindo, não considero estar havendo uma homossexolatria e sim um período de acomodação com vistas a uma sociedade mais igualitária quanto às preferências sexuais.

9 – Relações sexuais com outro do mesmo sexo existem também em outras espécies da natureza, não é invenção do homem.

10 – Por último, ninguém acorda um dia e diz para si mesmo: “vou ser gay, acho chique e está na moda”. Talvez para alguns seja mais fácil, mas para muitos, senão a maioria, é extremamente sofrido, primeiramente em se aceitar e depois cada um sabe que assumindo sua homossexualidade irá contra os padrões sociais.

Esta semana assisti a um programa no GNT onde informavam que os casos de suicídio na adolescência é até 7% maior entre os homossexuais como escape da culpa que sentem.

O que há na homossexualidade é um impulso, uma “compulsão” vinda não se sabe de onde. Na realidade são seres muito corajosos que antes de nascer decidem vir como homossexuais para mostrar ao mundo, todos nós, que o ser humano carrega as duas polaridades e que estas deverão estar em equilíbrio se quisermos evoluir, pois evolução requer equilíbrio. Por tudo o que já aprendi, nosso futuro será de seres andróginos, como Blavatsky diz que já o fomos no início. (A Doutrina Secreta, vol. 3 – Antropogênese, pg.140 – Ed. Pensamento)

Esses seres merecem o nosso respeito e admiração por sua coragem e aqui não estou fazendo apologia da homossexualidade, mas sim no respeito que devemos a todo ser humano. Acho, aliás, que não deveria se falar em homossexualidade e sim em homo afetividade, pois o primeiro termo remete as mentes mais poluídas direto para a área sexual quando não é esse o caso.

Já falei no post sobre o tripé da tragédia humana sobre a ignorância e a culpa e este tema vem reforçar o que comentei lá. Por ignorância sobre o assunto e medo do que desconhecem muitos se deixam tomar pelo preconceito e por atitudes persecutórias.

6 comentários:

Marcos Airosa disse...

Excelente post, gostei muito. um abraço.

R149 3o75s disse...

Oi,Atena.Repito o que o Marcos disse,aí em cima e concordo com seus argumentos.Isso é assunto pra mais de metro.Sobre a andróginia da humanidade defendida pela madame Blavatsky,chego a pensar mesmo que um ser quase divino,por ser perfeitamente tão igual e diferente,é mesmo um hermafrodita verdadeiro,seja fisicamente ou só nas idéias...

Isa Medeiros disse...

Atena, parabéns pela sua sensatez evidenciada nas palaras deste ensaio. Concordo plenamente que o natural do ser humano é a bissexualidade, visto que meninos costumam se relacionar afetiva e sexualmente com outros meninos e depois parte desses mesmos meninos se casa e forma família com pessoas do sexo oposto.

O que acontece é que devido à heteronormatividade os meninos são ensinados que ser "viado" é feio, humilhante e por isso reprimem (ou tentam) seus instintos homossexuais, ou sua energia homoafetiva.

Também concordo que o termo mais apropriado seja homoafetividade, pois, como eu disse em comentários em meu texto mais recente no meu blog, o que faz de uma pessoa um homossexual é o que ela sente por pessoas do mesmo sexo, e não apenas a simples atração física/sexual.

Beijos, e meus parabéns novamente!

Beth Muniz disse...

Olá,
Muito bom para refletir sobre algumas questões.
Parabéns.
Um abração.

Marcelo disse...

Acho que associar o sexo a consciência cósmica é um leitura bem subjetiva sua. No meu caso, como alguém mais materialista, acho que a questão é freudiana mesmo. A religião reprime a sexualidade devido ao fato de sexo ser força, energia, libido... reprimir a libido é uma maneira de reprimir a expansão do ser humano e suas ousadias e ao mesmo tempo, reprimir o ser em suas energias mais básicas... É controlar o homem pelo controle do desejo. No mais, é isso mesmo. Gostei bastante do texto.

Atena disse...

Marcelo:
concordo que para pessoas que nunca tenham tido um encontro com a divindade é difícil aceitar o ato sexual como forma de acessá-la. Quem já teve tais encontros, costumamos até brincar dizendo que tivemos um orgasmo cósmico. Por incrível que possa parecer é um pouco semelhante ao orgasmo físico. rsrsrsrs
Tem toda a razão em dizer que a sexualidade é uma força. É e é forte. Um dia aprenderemos a usá-la melhor.
Obrigada pelos comentários.