"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Poder, sexo e violência

historyofman
Hoje o assunto é pesado, mas dada sua importância resolvi postá-lo.
Lembro até hoje como fiquei chocada quando certa vez assisti num filme um casal tendo relações sexuais num quarto enquanto na sala estava sendo velado o corpo da mãe da moça.
Os anos passaram, amadureci, estudei, fui em busca do conhecimento até que um dia numa meditação onde questionava a violência veio o entendimento, muito claro, que a história da humanidade está calcada ou permeada por uma tríade inseparável: poder, sexo e violência (ou morte). Hoje sei que a cena do filme que me chocou é uma decorrência normal do medo da morte que é fantasiosamente anulada pela realização do ato sexual - que é gerador de vida.
A história mostra muitos personagens que aliaram estes três elementos. Lembro de Cleópatra que ,seduzindo Cesar, almejava o poder decorrente dessa união e quanto derramamento de sangue se sucedeu. Messalina, esposa do imperador romano Claudius, tão famosa por suas conquistas que virou até sinônimo de mulher insaciável por homens e sobre quem pesam muitas suspeitas de assassinatos. Lucrecia Borgia, a envenenadora (não confirmado) do século XV que celebrizou suas orgias dentro do Vaticano, além de incesto com os irmãos.
No lado masculino temos o famoso imperador romano (supremo poder) Calígula que levou uma vida promíscua e que adorava ver suas vítimas sendo torturadas. Henrique VIII que ficou célebre por suas conquistas e decapitar suas esposas.
Lembro também as sociedades secretas que reúnem orgias ou práticas sexuais com rituais de sangue, numa busca doentia pelo poder sobre o oculto. Hitler, o grande genocida, pertencia a uma delas.
Um dos mais significativos exemplos desta tríade é o estupro. Por que, desde a antiguidade, exércitos invasores estupram as mulheres do lado inimigo? Certamente porque é a suprema demonstração de poder do vencedor e aí está bem caracterizada a união dos três elementos. O estupro rotineiro que hoje ocupa as manchetes da mídia já foi bastante estudado por especialistas e verificado que o estuprador não quer sexo, embora se utilize dele, o que ele quer realmente é exercer poder sobre a vítima.
A humanidade sempre se sentiu tão indefesa e impotente por causa de sua separação da Divindade e pela existência da morte que desde o início voltou-se para a busca do poder. Foi a forma de compensação que encontrou. Seja o poder sobre o vizinho, a esposa, seus seguidores religiosos, os funcionários, a cidade, o país e até tentou, e continua tentando, sobre a natureza.
O poder é almejado e perseguido nas suas mais distintas formas, desde os pais, que mesmo na pura intenção de educar, não deixam de sentir prazer, inconsciente ou não, no poder que eles têm sobre os filhos até a recompensa do exercício ditatorial sobre uma nação.
Bom, mas por que cargas d’água abordei este assunto hoje? O que tem a ver com expandir a consciência?
Eis a razão: a energia sexual tem sido muito mal qualificada pelo ser humano e com essa ligação atávica ao poder e violência o recado aqui é levar o leitor a ter consciência disto para evitar cair em armadilhas, que existem sim, nas relações com seus parceiros sexuais – fixos ou eventuais.
Muitas das relações são calcadas na necessidade de poder que um dos dois ou ambos têm. Pode ser exercido das mais diversas formas, incluindo violência psicológica ou emocional culminando na violência física que hoje vemos nos noticiários.
As mulheres costumam se utilizar da manipulação (exercício do poder) do companheiro por intermédio da sedução e os homens, ainda, se arvorando em provedores tanto financeiramente quanto de protetores (segurança física. Eles são mais fortes fisicamente) de suas parceiras. Hehehe, alguém já viu este filme?
A erotização exagerada da mulher nos meios de divulgação não deixa de ser uma violência à sua dignidade e que aumenta o poder do anunciante ou dos donos de emissoras de TV ou de outras mídias.
Durma-se com um barulho desses! Está faltando conscientização e muito!
Foto: http://hp.gizmodo.com.br/sites/all/files/historyofman_1.jpg

Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

14 comentários:

Marcio Alves disse...

ATENA

Realmente a busca de poder é a mais “forte das forças”, tudo o mais, está ligado ou é conseqüência dela.
Tudo em nós deseja a potencia, clama por potencia, quer mais potencia.

Abraços

Atena disse...

Caro Marcio:
concordo como que disse, mas essa busca só se mantém enquanto não aceitamos o Criador que existe dentro de nós. Depois da aceitação de que somos divinos o poder torna-se dispensável e até fútil.
abração

Marcio Alves disse...

ATENA

Acho muito difícil......poder é igual dinheiro, sexo e outras coisas, quem não tem busca ter, e quem já tem busca ter mais ainda.

Abraços

Atena disse...

Marcio:
Quisera poder convencê-lo que existem, sim, pessoas que já aceitaram sua Divindade interior e cujas motivações estão bem longe da busca pelo poder. Claro que continuam fazendo sexo - são humanas também e quanto ao dinheiro o buscam também porque não vivem só de ar rsrsrs, mas totalmente distantes da ganância. São chamados de shaumbra (são poucos)e estão espalhados pelo mundo.
Vou torcer para que você de repente, não mais que de repente, também encontre sua Divindade já que não posso catequizá-lo porque seria falta de compaixão. Algo que nós shaumbra lutamos bravamente para desenvolver. rsrs Não é nada fácil o nosso aprendizado, mas não desistimos.
um abraço no seu coração

PROFESSOR RENATO PANTANAL disse...

muito bom o post parabéns!

Atena disse...

Obrigada, professor. Seja muito bem vindo.

TEIA disse...

Olá Atena .
Seu post foi publicado na Teia.
Até mais.

Eduardo Medeiros disse...

Acabei de descobrir que meu mestre de vida e de espiritualidade, Jesus de Nazaré era um Shaumbra...rsssssss

Essa tríade, de fato, move o mundo, principalmente dos "donos do mundo". Se você quiser de fato conhecer o caráter de uma pessoa, dé-lhe poder. A força do sexo também é inquestionável. Nunca ele foi tão banalisado. E as mulheres , quem diria, depois de passarem pela revolução feminista, sonham hoje em ser modelo e mostrar a bunda em revista masculina. Ou seja, as mulheres se renderam ao poder da sua sedução como profissão. Qual sua profissão? "sou modelo..."

É claro que a maioria das mulheres não pensam em viver da bunda e sim do cérebro. Mesmo porque suas bundas não são tão perfeitas quanto às das "modelos" que vivem em academia e ainda recebem ajuda providencial do fotoshop. Mas as mais jovens, acabam se espelhando nessas modelos da mídia como padrão de beleza e como exemplo de sucesso.

Esta é a pós modernidade. (e por favor, nada contra mulheres de bundas bonitas. Ou não).

Desculpe o excesso de citação da protuberância feminina, mas o meu comentário pedia. rsssss

abraços

Atena disse...

Olá Edu:
Muito oportuno este seu comentário:"Se você quiser de fato conhecer o caráter de uma pessoa, dé-lhe poder". É assim mesmo, me faz lembrar os atuais governantes do país (não todos, mas ..)
Quanto ao que disse a respeito do mulherio, concordo com você e como representante da classe me sinto às vezes muito envergonhada.Só o que posso fazer a respeito é continuar escrevendo este blog porque quanto mais pessoas lerem, num determinado momento, isto alcança a consciência de massa. É um processo lento, mas acontece.
Yes, Jesus era um shaumbra.Pena que muito do que ele disse foi distorcido.
abração

Eduardo Medeiros disse...

Continua escrevendo Atena...rsss

Tiozão das Batidas disse...

Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no novo site dos Blogueiros do Brasil. O post será publicado dia 26/10 às 16h .


Abraços cordiais.

Atena disse...

Obrigada, Tiozão.
abraços

Gabriel Correia disse...

Oi Atena, Gostei de sua proposta, de de seu blog. Me identifico com pessoas que realmente pensam, não quero me gabar ou ofender ninguém mas infelizmente ou felizmente sei lá, é algo raríssimo. Este post por exemplo demonstra que seu questionamento não se bloqueia por qualquer coisa. Tenho um blog dedicado a um único tema, considero de vital importância que seja compreendida a minha proposta. Gostaria muito de contar com sua visita e seu comentário sobre a mensagem do meu blog.
Obrigado e parabéns pelo trabalho. vou estar por aqui, pois seu blog e sua proposta é de grande qualidade.

Atena disse...

Olá, Gabriel, fico lisonjeada com seu comentário. Faço o que está ao meu alcance.
Vou sim dar uma espiada em seu blog. Aguarde.
abraços