"No Egito as bibliotecas eram chamadas Tesouro dos remédios da alma. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”

(Jacques Bossuet).

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Você acredita em destino? Em sorte também?

Destino
Existem algumas crenças que, para mim, foram bem difíceis de livrar-me delas. Uma foi a existência da sorte e outra a do destino. Crenças são osso duro de roer, elas grudam na gente que nem chicletes.
Quando nascemos nossa futura vida não está predestinada e sim condicionada a predisposições. Parece a mesma coisa, mas não é. Na predestinação a pessoa não tem escapatória, ela necessariamente terá de passar pelo que está predisposto – é o chamado destino. Contudo quando existe somente predisposição, a pessoa estará mais sujeita a alguns eventos do que a outros, nada além disso.
Já expliquei, em post anterior, que toda a humanidade acredita em carma, pois é um conceito que se encontra em nossa memória atávica, em nosso DNA, portanto antes de reencarnar novamente cada ser decide as linhas gerais do que será a próxima vida no sentido de “resgatar” seu carma ou ,se é alguém que adora “repetir de ano na escola Terra”, fazer as mesmas besteiras que já fez antes.
Vemos, portanto, que há um script a ser seguido, mas é aqui que se encontra a chave do mistério, esse script é esquecido ao nascermos novamente. Digamos que ele continuará a existir a nível inconsciente. A isso chamamos predisposição.
Ao nascermos, todos nós somos dotados de livre arbítrio e é ele que determinará o que faremos ou não.
A cada minuto de nossas vidas estamos construindo nosso futuro a partir das escolhas que fazemos.
A parte difícil disso é que boa parte das vezes nossas escolhas são produto de motivações inconscientes. Produto de traumas, recalques, baixa auto-estima, carências, medos, crenças limitantes e sei lá mais de que lixo nossa “caixa preta” mantém armazenado. Daí a máxima importância de aprofundarmos nosso autoconhecimento se quisermos ser pessoas mais realizadas e de bem consigo mesmas e com a vida.
E a sorte? O que é?
A sorte também é produto de nossas escolhas.
Eventos futuros predeterminados não existem, o que existe são vários potenciais de eventos (as profecias não realizadas aí estão para comprová-lo). A cada escolha que fazemos em nossas vidas nós estamos pegando um “ticket” da caixinha chamada futuro. Se pegarmos o ticket “zebra” nos ferramos, se pegarmos o premiado podemos acertar na loteria ou conhecer a pessoa de nossos sonhos, etc.
Aqui também o difícil é que geralmente não sabemos quais são os potenciais disponíveis e muito menos quais escolhas levarão à concretização do potencial que desejamos manifestar.
Bom, esse é o jogo chamado “ser um humano encarnado”.
Parece injusto? Aparentemente sim, mas fomos nós mesmos que assim o escolhemos lá atrás, há muito, muito tempo.
Existe saída desse jogo “cruel”?
Sim existe. A saída é expandir a consciência, tarefa nada fácil, pois somos preguiçosos, acomodados e complacentes.
Seres de consciência plenamente expandida têm autodomínio (para fazer boas escolhas) e conhecimento de seus potenciais futuros. Tá bom assim ou querem mais? rsrsrs
Isso é maestria. Um dia todos chegaremos lá.
Imagem: florianopolis.olx.com.br
Este blog foi criado para você, leitor. E só saberei se você está satisfeito se comentar os posts, ou então, pergunte, questione e sugira temas ou modificações.

13 comentários:

Luciana disse...

Olá Atena,

Muito bom o texto. Mas, sei lá, acho que em certas ocasiões exista sorte sim. srsrs

Por exemplo, eu encontrei uma amigo super consciente na epoca mais negativa da minha vida.

Não sei como posso ter atraido alguem assim naquela epoca.

Para mim foi sorte. srsrs. Emboara eu saiba que se eu dissesse isso para ele , ele não concordaria. srsrsrxz

Atena disse...

Florzinha linda:
Hoje você já sabe que todos nós temos a divindade dentro de nós que de maneiras sutis nos ajuda. Foi ela que lhe enviou esse amigo quando estava precisando. De alguma forma uma parte inconsciente sua pediu ajuda e ela veio na forma desse amigo. É assim que funciona.
beijos

Principe Encantado disse...

Penso que cada dia nos temos um papel em branco para escrever nossos destinos e nas entre linhas encontram-se os momentos em que pensamos ser sorte, uns com mais um pouco e outros com menos.
Abraços forte

Atena disse...

Príncipe:
É isso mesmo, papel em branco que cabe a nós preencher bem.
abraços

Eduardo Medeiros disse...

bem-vinda de volta ao seu blog...rsss

não acredito em predestinação e nem em reencarnação. que negócio é esse que "toda a humanidade acredita em carma" ???

minha vida está hoje do jeito que está pelas escolhas que fiz, pelos caminhos que não segui, pelas palavras que eu declarei, pelas verdades ou mentiras que proferi e também pelos acontecimentos casuais que nos chegam e "sem pedir licença e muda nossa vida e depois convida a rir ou chorar..."(como diz o poeta toquinho)

beijos

Atena disse...

Salve Edu:
Sinto muito contrariá-lo, mas a reencarnação é um fato, não uma crença. O carma, sim, é uma crença, mas que está a nível inconsciente na maior parte das pessoas, pelo menos no Ocidente.
Por estar no DNA eu quero dizer que algum antepassado seu, por mais longínquo que seja, acreditava em carma, mesmo que fosse ocidental, pois a reencarnação só desapareceu da bíblia no Concílio de Niceia.
Coisas dos sacerdotes da época que já eram gananciosos de poder ...
abração, meu brother

Eduardo Medeiros disse...

não vi nenhuma publicação científica séria demonstrar que a reencarnação é um "fato". para mim, ela continua no âmbito da crença.

beijos

Atena disse...

Eduzinho:
Há mais entre o céu e a terra do que a nossa vã ciência consegue demonstrar. rsrs
A reencarnação é um fato para quem já teve contato com evidências da mesma, provavelmente não é o seu caso.
beijão

Rodrigo Machado disse...

Olá Atena.

Não sei como vim parar por aqui. O que acho incrível, já que passo horas na frente do computador e raramente algo me prende a atenção.
Tenho 21 anos e alienado a ditadura da estética, lendo seus posts vi que me encaixo em vários parágrafos criticando minha posição. No fundo sei que estou "errado" mas é meu conforto.
Mas resolvi comentar basicamente por um motivo:
Mulheres Poderosas:
Fui criado praticamente pela minha mãe, uma tarefa nada fácil, dei trabalho por mim e mais três filhos que minha mãe não teve. Ou melhor. Minha mãe tem uma filha mais velha, minha irmã(óbvio)que é o motivo deste comentário.
Fico perplexo com a inteligência de minha irmã, não por ter cursado faculdade federal, nem por saber educar como ninguém uma criança(pedagoga)mas, sim, pelo fato de conseguir tudo que quer, ou melhor, quase tudo.
Desde entrar e beber em casas noturnas caras sem pagar até passagem aérea de graça. Sempre quando viajamos sem grana fico na aba dela. Não sei como...ela consegue!
já fui testemunha de várias anedotas dela, e repito, ela é fantástica.
A única coisa que percebi é que essa facilidade ela só consegue com homens. Óbvio. Uma vez ela me disse que ser mulher era a melhor coisa do mundo, o que hoje eu acredito que seja, se não fosse pelo fato de ser tão emotiva.
Talvez a natureza,sabendo de como homens são bobos diante de mulheres(o que é provado), deixou elas serem mais emoção que razão.
fico pensando, se minha irmã não fosse tão emotiva, ela teria conquistado muito mais do que conquistou. Não acho minha irmã uma pessoa descomunal, só acho que ela descobriu o verdadeiro poder de ser mulher diante de nós..pobres homens mortais vítima de sua beleza e simpatia.


Obs: sei que o comentário não tem nada a ver com o post, mas gostaria de partilhar com uma mulher sábia este fato. Obrigado

Atena disse...

Rodrigo:
Primeiramente, seja bem vindo e obrigada pela participação.
Quanto à sua irmã, sim,provavelmente aprendeu a tirar proveito de suas condições físicas (você diz que ela é bonita e simpática).
Agora, não generalize, nem todo homem é "bobo" diante dos predicados femininos. Já que você é bem novo ainda, vá já treinando para não deixar a "cabeça de baixo" assumir o comando. Esse é o grande problema dos homens. rsrs
abração e volte sempre

Carolina carneiro da cunha disse...

Oi Atena, gostaria de conversar com você para um programa de televisão. Precisa morar no RJ. Peço que entre em contato comigo através do email: carolina.producao@gmail.com
Abraços, Carol

Giulia Ventorim disse...

É exatamente o mesmo que penso. Belo post e colocação de ideias!

Atena disse...

Obrigada, Giulia.
Seja sempre bem-vinda.
abraços